Parklet – onde surgiu?

1º parklet em sp

O parklet foi criado em São Francisco, nos Estados Unidos, em 2005. A iniciativa surgiu em meio ao Parking day, movimento de conscientização do uso do automóvel em relação a sustentabilidade; e que também discute a importância do uso dos espaços públicos da cidade pelas pessoas. A ideia era ocupar durante um dia o espaço utilizado por uma vaga de carro para discutir a existência de espaços projetados para carros e para pessoas em toda a cidade, questionando a maneira de se pensar e executar o planejamento urbano das cidades.

No nome, os parklets eram chamados de “Park(ing)”. Os parklets, neste primeiro momento, foram uma iniciativa do estúdio Rebar. O espaço  trabalha: “na intersecção da arte, design e ecologia, criando projetos que inspiram as pessoas a reimaginarem o ambiente e seu lugar nele”. No site da Rebar eles explica com um pouco mais sobre o projeto inicial de parklet. Em 16 de novembro de 2005, eles identificaram um local no centro de São Francisco que era mal servido de espaço público aberto, e que parecia ser um lugar agradável e ensolarado entre meio-dia e duas da tarde. Foi lá que eles instalaram um pequeno e temporário parque público, oferecendo natureza, bancos e sombra. O objetivo central era transformar uma vaga de estacionamento em um ‘PARK(ing) space’ ” – um trocadilho entre parking (estacionamento) e park (praça).

O sucesso e aprovação pela população foi tanto que logo outras  cidades dos Estados Unidos começaram a replicar a ideia do parklet, como Los Angeles, Chicago e Nova York. Não tardou até os parklets se espalharem por outros países mundo afora. Isso mostra o quanto o projeto de parklets é abrangente e sem fronteiras, podendo ser uma alternativa de espaço público em qualquer lugar do mundo.

Parklet – como era feita a instalação no início?

Primeiro era criado um projeto piloto como teste de implantação de alguns parklets na cidade e, em seguida, era criado o Manual de Implantação de Parklets, documento que atendia a legislação local. Cada cidade foi elaborando suas respectivas regras e normas conforme as necessidades que foram surgindo.

Quando os parklets desembarcaram no Brasil?

No Brasil, o parklet nasceu de uma iniciativa da ONG Instituto Mobilidade, em 2012. O parklet, todavia, só foi implantado em 2013, com o apoio de outras organizações, que conseguiram instalar o projeto piloto de parklet  na cidade de  São Paulo.

A primeira cidade a receber um parklet foi São Paulo-SP

Como você pode acompanhar, o parklet começou como uma ideia experimental na cidade de São Paulo. O primeiro parklet em São Paulo foi instalado com todas as as autorizações necessárias, mas a implementação de novos parklets na cidade só foi regulamentada definitivamente em 2014. Devido ao retorno entusiasta da sociedade e de sua ótima usabilidade, os parklets se transformaram em política pública: são uma nova forma de ocupar os espaços públicos, criar áreas verdes e qualificar o uso do solo, dando prioridade para a escala do pedestre na cidade.

Parklets no Brasil 

Toda a concepção e estudo de implantação dos parklets no Brasil também partiu do princípio de que hoje os carros são prioridade e a cidade é projetada na escala deles. Ou seja, os pedestres nunca ocuparam e nem ocupam um posto prioritário. Mas você já experimentou pensar por outro lado, adotar um outro ponto de vista por um momento? Pense que o parklet não ocupa uma vaga de carro – na verdade, o carro ocupa um espaço que poderia ser utilizado por quatrocentas pessoas ao longo do dia. É isso mesmo – estima-se que uma média de 400 pessoas circulam pelos parklets diariamente.

A ideia central é oferecer um espaço verde na cidade, e que possa ser usado de maneira democrática por todas as pessoas. Em certa medida, o parklet ajuda a educar a e conscientizar a população sobre a importância e do cuidado que devemos ter com os espaços públicos das nossas cidades.

Quais cidades brasileiras já receberam parklets?

Os parklets já estão regulamentados (ou em vias de serem regulamentados) em várias cidades brasileiras. Entre elas, podemos listar: Salvador, Recife, Fortaleza, Belo Horizonte, Curitiba, Goiânia, Rio Branco, Sorocaba e Porto Alegre. Recentemente os parklets começaram a receber o nome de “Zonas verdes” quando estão na primeira fase de implementação. Quando oficializadas permanentemente, passam a ser chamadas de parklets.

1º parklet de Goiânia, projetado pela Sobreurbana em Maio de 2015

O parklet é uma intervenção urbana inusitada que conquistou a cidade como uma nova opção de espaço público de convivência e lazer. O parklet, pensado para atender os moradores e frequentadores do local onde é instalado, acaba inclusive melhorando a relação interpessoal de quem passa por ele.

Tanto as Zonas Verdes quanto os parklets já representam muito mais do que trocar uma simples vaga de carro por um espaço de lazer. Ademais, os parklets também vão além do conceito de design e do paisagismo. Eles simbolizam e concretizam uma amostra do que a cidade pode oferecer e se tornar, e esse tema tem sempre que estar em pauta de discussão entre a população e os seus governantes.